Menina nasce com língua que nunca para de crescer e recorre à cirurgias para ter vida normal

Após três intervenções importantes, ela ficou preparada para começar a frequentar escola

Uma menina nasceu com uma condição genética rara que faz a língua crescer sem parar no Reino Unido. De acordo com o Daily Mail, Olivia Gillies nasceu com a síndrome de Beckwith-Wiedemann (BWS), que afeta 1 em cada 15 mil bebês no país. Seus pais, Emma, 29 e Ian, 40, ficaram chocados quando descobriram a doença, mas apesar da dificuldade de enfrentá-la, os dois lutaram durante quatro anos para que a operação pudesse ser realizada com o objetivo de diminuir o tamanho da língua.

Olivia foi diagnosticada com a doença após um check-up no Hospital Lister, quando sua mãe estava apenas com sete meses de gravidez. “Infelizmente eu não pude amamentar ela. Ela teve de ser alimentada por um tubo por um longo período de tempo. Havia a preocupação de que a língua pudesse causar problemas com a respiração, portanto, fomos cautelosos”, disse Emma.

A primeira operação de redução de língua foi realizada na jovem em 2010, quando ela tinha apenas seis meses de nascida. Nessa idade, a língua de Olivia já cobria todo o queixo, mas a esperança era de que a operação seria suficiente para corrigir o erro. No entanto, ela necessitou de mais duas, em março de 2011 e março de 2012, antes que os médicos mostrarem confiança de que a sua língua iria passar a se desenvolver com normalidade.

Ainda segundo a publicação, ao que tudo indica, as operações foram bem sucedidas e hoje Olivia está recuperada, mas ainda precisa ser acompanhada ao longo dos anos.

Fonte: iBahia


Compartilhe:

Comentários: