Motorista diz que ciclista atropelada em SP passou sinal vermelho

Acidente aconteceu em Pinheiros, na noite de quinta-feira. 
Namorado da ciclista negou que ela tenha desrespeitado leis de trânsito.

A ciclista que foi atropelada em Pinheiros, na Zona Oeste de São Paulo na noite desta quinta-feira (21), teria passado o sinal vermelho, segundo o motorista do ônibus que a atingiu e testemunhas. O namorado da vítima, entretanto, nega.

O acidente aconteceu no cruzamento da Avenida Rebouças com a Rua João Moura. O motorista do coletivo afirma que a arquiteta Renata Minerbo, de 25 anos, ultrapassou o sinal fechado. “Na hora que eu cruzei o farol, ela cruzou na minha frente. Daí foi impossível parar”, disse o motorista Elizandro Hernandes. Testemunhas confirmaram a versão do motorista. Porém, o namorado da vítima contou ao Bom Dia São Paulo que a arquiteta contou que não desrespeitou a sinalização de trânsito.

Renata ia para casa quando foi atingida pelo veículo que trafegava na faixa exclusiva para ônibus, no sentido bairro da Avenida Rebouças, por volta das 22h. Ela foi levada ao Hospital Nove de Julho. A ciclista, que usava os equipamentos de segurança, como capacete e cotoveleiras, bateu no parabrisa do ônibus. Ela machucou uma vértebra e costelas. A bicicleta elétrica ficou retorcida em baixo do ônibus.

Atropelamento na Paulista
O estudante Alex Kosloff Siwek, de 21 anos, que estava preso desde o dia 10 por atropelar um ciclista e decepar o braço dele na Avenida Paulista, deixou a Penitenciária Doutor José Augusto Salgado (P2) de Tremembé, no interior de São Paulo, na noite desta quinta. O pedido de liberdade provisória foi concedido durante a tarde, em caráter liminar, pelo relator Breno Guimarães, da 12ª Câmara de Direito Criminal. A Justiça também decidiu pela suspensão da habilitação do jovem.

Fonte: G11


Compartilhe:

Comentários: