Operação combate tráfico de drogas e homicídios no Nordeste de Amaralina e Santa Cruz

Segundo a polícia, Vale das Pedrinhas também é alvo da operação, que também simultaneamente em algumas cidades do interior

Uma operação liderada pelo Departamento de Narcóticos da Polícia Civil (Denarc) combate o tráfico de drogas e homicídios praticados na região do Nordeste de Amaralina, Santa Cruz e Vale das Pedrinhas na manhã desde às 5h desta sexta-feira (16). Segundo a Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE), a operação também conta com a participação do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e Polícia Militar.

A polícia cumpre mandados de busca e apreensão nas regiões alvo da operação, que ainda de acordo com o DTE, também ocorre simultaneamente em algumas cidades do interior da Bahia. Entre elas estaria o município de Maragogipe, na Região Metropolitana de Salvador (RMS).

As demais cidades envolvidas não foram divulgadas, assim como o resultado do operação. Recentemente, a polícia realizou uma operação contra o tráfico de drogas no bairro de Tancredo Neves, que resultou na prisão de traficantes e na morte de Sassá, líder do tráfico na região da Engomadeira.

Em retaliação à morte do traficante, comparsas atearam fogo em cinco ônibus no final de linha do bairro. A Operação Centauro, que contou com aproximadamente 300 policiais, é resultado de força-tarefa conjunta do Ministério Público estadual, Secretaria de Segurança Pública (SSP), e polícias Federal, Militar e Civil.

Dez pessoas acusadas de envolvimento com o narcotráfico foram presas, segundo o Ministério Público. Já a Secretaria da Segurança Pública divulga que foram 8 presos. O líder da facção criminosa que domina a região, Adailton Matos de Brito, conhecido como Sassá, morreu em uma troca de tiros com a polícia. Segundo o promotor de Justiça Ramires Tyrone, a facção liderada por Adenilton tem vinculação com a organização criminosa Comando da Paz.

Com os envolvidos, alguns deles presos em flagrante, foi apreendido 1,5 kg de drogas, entre cocaína, maconha e crack (1,4 mil papelotes). Quatro acusados estão foragidos. A apresentação dos presos aconteceu na sexta-feira (9), a partir das 10h, na sede da SSP no Centro Administrativo da Bahia (CAB).

Fonte: Correio da Bahia


Compartilhe:

Comentários: