Prefeitura busca tirar das ruas de Salvador os seus 3 mil moradores

A ação de abordagem social à população em situação de rua realizada nessa quarta-feira (17/4), 17,na região da Barra, pela equipe de educadores da Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps), sob a coordenação do secretário Mauricio Trindade, foi bem- sucedida. No total, nove pessoas, incluindo um casal com filha de poucos meses de idade, aceitaram a sugestão de direcionamento para o Centro de Referência Especializado da Assistência Social para Moradores em Situação de Rua (Centro Pop).

O objetivo dessa iniciativa da Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza, iniciada no bairro do Campo Grande, semana passada, objetiva sensibilizar a população em situação de rua em Salvador, estimada em 3.500 pessoas, a deixar a situação de vulnerabilidade social e buscar as oportunidades de viver com dignidade, aproveitando os serviços sócio-assistenciais oferecidos pelo município.

No Centro, essas pessoas foram recepcionadas por assistentes sociais e psicólogos e, posteriormente, encaminhadas para as casas de acolhimento de longa duração, onde terão todo tipo de atendimento disponibilizado pela Prefeitura de Salvador. Segundo Mauricio Trindade, a Barra foi o local escolhido nesta semana para receber a ação por concentrar grande quantidade de indivíduos morando nas ruas.

“Muitos desses indivíduos saíram recentemente do prédio onde funcionava o Hotel Lord, empreendimento privado, localizado na Avenida Carlos Gomes, ocupado por dezenas de famílias que foram notificadas para que deixassem o local. Algumas dessas pessoas estão inscritas no programa do governo federal Minha Casa, Minha Vida. Entraremos em contato com o órgão gestor do programa no município para verificar a situação dos cadastros e agilizar a entrega da casa para que essas pessoas não tenham que dormir nas ruas e debaixo de marquises”, informou Trindade.

Equipes da Limpurb e da Guarda Municipal participaram da ação e auxiliaram na segurança dos grupos de abordagem e na retirada de materiais utilizados pelos moradores de rua, a exemplo de colchões, caixas de papelão, latinhas de alumínio, entre outros.

O objetivo dessa iniciativa da Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza, iniciada no bairro do Campo Grande, semana passada, objetiva sensibilizar a população em situação de rua de Salvador, estimada em 3.500 pessoas, a deixar a situação de vulnerabilidade social e buscar as oportunidades de viver com dignidade, aproveitando os serviços sócio-assistenciais oferecidos pelo município. 

Fonte: Tribuna da Bahia


Compartilhe:

Comentários: