Quase 300 mil estudantes baianos se inscreveram para as provas do Enem

Segundo o Ministério da Educação, mais de 5,2 milhões de pessoas se inscreveram no Exame Nacional de Ensino Médio. Os dados finais, no entanto, serão computados hoje pela manhã, após o encerramento do prazo das inscrições, às 23h59 dessa segunda-feira (27/5). Até a contagem de inscrições, no início da tarde, a Bahia configurava como o quinto estado com maior número de inscritos, 264 mil, atrás de São Paulo, com 809.608, Minas Gerais (564.401), Ceará (393.454) e Rio de Janeiro, com 379.318 candidatos.

Quem não conseguiu se inscrever a tempo para o Enem poderá tentar ainda o vestibular tradicional da Ufba, Uneb e demais faculdades particulares existentes na capital baiana.

No entanto, os estudantes não poderão ingressar em cursos das federais que só permitem a entrada através do Exame.

É o caso, por exemplo, dos bacharelados interdisciplinares da Ufba e os demais cursos da Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB). No Vestibular 2013 da Universidade Estadual da Bahia (Uneb 2013), cerca de 22% das vagas costumam ser preenchidas pelo Enem.

Na Ufba, o Enem representa a 1ª fase do vestibular dos cursos de bacharelado e licenciaturas tradicionais e critério único de seleção para os cursos tecnológicos e bacharelados interdisciplinares.

O professor de cursinho pré-vestibular Edurardo Campos Nogueira, explica que a inscrição no Enem é um passo importante na vida do estudante, por isso não deve ser desperdiçado. “É um novo modelo de aplicação de teste, que todos os estudantes deveriam passar, por mais que seja apenas por experiência”, explicou ele.

Ele comenta para quem não se inscreveu no Enem que o bom é aproveitar o ano para dedicar-se aos estudos e não deixar passar as inscrições de vestibulares como o da Universidade Estadual da Bahia (Uneb), Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), dentre outras nos interiores baianos.

O estudante Leonardo Soares, 18 anos, deixou para se inscrever no Enem nessa segunda-feira (27/5) à tarde. Optou pelo bachrelado interdisciplinar em Artes, da Universidade Federal da Bahia. “É interessante essa nova metodologia de ensino, na qual a gente passa dois anos estudando as teorias de artes para depois escolher no que a gente quer se especializar”, opinou o jovem.

Enem revoluciona acesso à universidade

Criado 1m 1998, o Enem hoje é a porta de entrada para 30 universidades federais. O exame tem suas notas usadas no processo seletivo do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para vagas em universidades e institutos federais de ensino superior. O Ministério da Educação calcula que este ano seis milhões de estudantes estarão inscritos para as prova. O resultado também é usado nos programas de bolsa de estudos (Prouni) e de financiamento estudantil (Fies).

Podem participar do Enem 2013 estudantes que concluíram o Ensino Médio a partir de 2010 e que ainda não tenham realizado a prova. O valor da inscrição é R$ 35, mas estão isentos os candidatos que concluíram o ensino médio em 2013, matriculados em escola da rede pública declarada ao Censo Escolar da Educação Básica e o participante com renda familiar per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio. 

Fonte: Tribuna da Bahia

Imagem: Ilustração


Compartilhe:

Comentários: