Restituição do IR deve ser usada para pagar dívidas

340x650_zilda-franco-imposto-de-renda_1426391Antes de investir ou adquirir bens desejados, especialistas em finanças pessoais ouvidos por A TARDE aconselham aos contribuintes utilizar a restituição do imposto de renda para pagar dívidas.

A partir de 15 de julho, o segundo lote de restituição já estará na conta bancária de parte dos baianos que não caíram na malha fina. O valor total que será depositado e o número de contribuintes não foram informados pela Receita Federal.

Segundo o economista e professor universitário André Coelho, o principal erro que as pessoas cometem é não se programarem antes de receber o dinheiro extra.

“A ideia é se planejar antes, para saber exatamente o que você vai fazer com o ganho, para não acontecerem desvios, como deixar de pagar dividas ou realizar compras por impulso”, diz Coelho.

O primeiro lote, para os primeiros a fazerem a declaração, aposentados e pessoas com necessidades especiais foi liberado no último dia 16. Mais de 53 mil contribuintes receberam aproximadamente R$ 81 milhões.

Ao pagar dívidas, os inadimplentes devem observar quais débitos possuem juros mais caros, segundo o professor de Ciências Contábeis da Universidade Católica do Salvador, Dilson Cerqueira.

“A dívida mais cara do mercado hoje, sem dúvida, é o cartão de crédito. Você pode quitar e conseguir descontos nos percentuais de juros”, afirma Cerqueira.

O especialista também dá a dica de antecipar pagamentos que já estão previstos, como mensalidades escolares, por exemplo. “Antecipar o pagamento de escolas pode gerar descontos que podem substituir investimentos. O que vai me render mais? Um investimento para o futuro ou pedir um desconto para a escola este ano?”, questiona.

Investimentos

Pagar algumas dívidas e aplicar o restante na poupança é o que vai fazer a secretária Zilda Franco, que torce para receber a restituição já no segundo lote. “Sempre vai ter alguma coisa de imprevisto. É sempre importante separar algum dinheiro e poupar”.

Para investir, André Coelho lista opções como poupança e mercado de ações. ” Você pode aplicar em portfólios de ações a partir de R$ 10. Para quem já tem previdência privada, uma outra opção é fazer um aporte para aumentar o prêmio no futuro”, diz.

Fonte: Portal A Tarde


Compartilhe:

Comentários: