Salvador pode ficar sem gasolina

Não se assuste se no final de semana você for abastecer seu veículo e não encontrar combustíveis nos postos. De acordo com o presidente do Sindicato de Postos de Combustíveis da Bahia (Sindicombustíveis), José Augusto Melo Costa, em Salvador pode faltar gasolina neste sábado e domingo. De acordo com ele, o motivo seria a dificuldade enfrentada pela Petrobras em entregar o produto na Bahia.

Ainda assim, alguns postos têm reduzido o valor da gasolina, o que também pode contribuir para a possível escassez do produto.
De acordo com José Augusto, a dificuldade da Petrobras em encontrar álcool anidro para misturar ao combustível tem dificultado a entrega em terras baianas. “A Petrobras nega, mas já está há algum tempo nesta situação. Ela não está conseguindo fornecer e abastecer todo o estado, o que pode resultar em Salvador poder ficar sem combustível. Vivemos uma crise com data possivelmente marcada para acontecer neste final se semana. Vamos ter dificuldades”, alertou.

Na manhã de ontem foi possível observar que o preço dos combustíveis caiu em alguns postos da cidade, sendo encontrado por R$ 2,97. Com a redução, o presidente ainda alertou para uma possível aceleração da falta do produto. “É um efeito comercial, pois não há nenhum outro fator que justifique a queda nos preços. Contudo, é preciso cuidado, pois já estamos com dificuldades no fornecimento do produto. As próximas 24 horas são decisivas, já que com o baixo preço o produto pode faltar mais rápido”, afirmou.

Ainda assim, quem está acostumado a desembolsar cerca de R$ 100 por mês para abastecer o veículo tem se surpreendido positivamente com o preço encontrado nos postos da cidade. “Estava pagando cerca de R$ 3,08 pelo litro. Meu carro faz cerca de 12km/l e percorro 28 km no trajeto de ida e volta para o trabalho. Com um preço mais baixo, com certeza o cidadão fica mais contente”, afirma o comerciante Romildo Barbosa.

O administrador Diego Ueslei Cabral Borges, 39 anos, disse que diante das dívidas mensais, um custo menor com combustíveis é um ‘alívio para os bolsos. Já gastamos tanto com aluguel, despesas da casa, filhos, escolas, lazer e saúde, que quando somos surpreendidos com preços mais baixos nos sentimos economicamente aliviados”, disse.

Sobre a redução nacional, há informações de que a Petrobras esteja analisando cenários e movimentações de empresas interessadas em importar e revender combustível no país para contra-atacar com a redução dos preços.

Fonte: Tribuna da Bahia


Compartilhe:

Comentários: