Schumacher não consegue acordar do coma e está em estado vegetativo

Ex-piloto pode demorar até seis meses para começar a esboçar alguma reação

O estado de Michael Schumacher, que sofreu uma lesão cerebral grave após sofrer um acidente de esqui, está com dificuldade para acordar do coma. O piloto, que teve a sua sedação reduzida, ainda não conseguiu acordar espontaneamente e segue em estado vegetativo permanente. Embora siga sem reação, o ex-piloto não sofreu morte cerebral e pode sair do estado em que permanece.

O alemão está internado no Centro Hospitalar Universitário de Grenoble, na França, desde o dia 29 de dezembro. Schumacher já passou por suas neurocirurgias, para amenizar a pressão intracraniana e controlar a hemorragia interna. O piloto foi mantido em coma induzido e com a temperatura corporal reduzida artificialmente em, desde o dia 29 de janeiro, a sedação começou a ser retirada gradualmente. O ex-piloto, no entanto, não reagiu ainda.

Segundo informação confirmada em comunicado oficial emitido pela porta-voz do alemão,  Sabine Kehm, o processo para que o ex-piloto acorde do coma pode “ser muito longo e durar até seis meses”.

Segundo os médicos que cuidam de Schumacher, o alemão já começou a apresentar relativa melhora, já que consegue reagir aos testes físicos. Isso, no entanto, não quer dizer que o piloto acordou e está recuperado. “A melhora significa que os médicos provavelmente já viram uma redução na pressão do crânio, mas pode ser que o inchaço no cérebro ainda não tenha chegado ao fim. Assim, talvez seja necessário aumentar os medicamentos de novo”, disse um dos neurologistas que cuida do ex-piloto.

Fonte: Correio 24hrs


Compartilhe:

Comentários: