Servidores da Transalvador podem parar durante a Copa

Os servidores da Superintendência de Trânsito e Transporte de Salvador (Transalvador) podem parar durante a Copa do Mundo. De acordo com o presidente da Associação dos Servidores em Transporte e Trânsito do Município (Astram), Adenilton Júnior, eles não aceitam o valor  estipulado de R$ 12 para cada hora trabalhada durante a Copa. “Ano passado, na Copa das Confederações, o valor foi de R$ 20”, disse.

Ainda segundo Júnior, há dois meses a categoria tenta uma reunião com o superintendente Fabrizzio Muller, para discutir o plano de trabalho da Copa, mas não conseguiu. “Estamos chateados porque não houve negociação com a categoria, foi uma imposição, só fomos informados esta semana”, falou.

Além do valor, o presidente da Astram, reclama do não recebimento de fardamento para a Copa. “Prometeram fardamento novo e também não recebemos”.

Os servidores estão reunidos nos Barris, no estaciomaneto São Raimundo, onde funciona a sede do órgão à espera de uma posição da Transalvador.

A reportagem tentou contato com a assessoria da Transalvador e com o superintendente Fabrizzio Muller, mas não obteve sucesso.

Fonte: Portal A Tarde


Compartilhe:

Comentários: