Terapia que cura pela respiração chega à Bahia

Parece difícil de acreditar que algo tão simples como respirar possa ser capaz de promover cura

A fisioterapeuta Ângela Mattos dedicou o seu trabalho a cuidar de idosos acima de 80 anos. Era um resgate e uma preferência. Com o tempo, percebeu que as responsabilidades dos cuidados sempre tão extremados com esses pacientes e seus familiares, a perda inevitável nesse tipo de atuação e a presença constante com a finitude trazia muita angústia e despertava medos. Certo dia, numa conversa com uma amiga, decidiu que iria se submeter a uma sessão de terapia com uma técnica de respiração profunda, conhecida como Renascimento (ou, em inglês, Rebirthing).

“Embora seja difícil racionalizar, posso garantir que fui me sentindo tratada, curada, de modo leve, agradável, não precisava ficar falando sobre meus sentimentos para o terapeuta, pois, através da respiração, fui percebendo que conseguia me internalizar e descobrir onde estavam as raízes de todo aquele desconforto”, conta. Ângela diz que, depois das sessões, conseguiu dormir profundamente pela primeira vez em anos e trazer os benefícios para a rotina diária.

Parece difícil de acreditar que algo tão simples como respirar possa ser capaz de promover cura. De acordo com a terapeuta e uma das responsáveis pela divulgação do método na Bahia, Kareema Marinho, respirar é fenômeno de vida e, todas vezes que se respira pouco, a vida vai cessando, gerando os desequilíbrios físicos, mentais e emocionais.

“O Renascimento não é nada exotérico ou místico, é uma técnica que vai resgatar a respiração na vida das pessoas, possibilitando que elas acessem memórias dos desequilíbrios registrados nas células ao longo da vida do indivíduo e que são os causadores da falta de saúde”, completa.
Segundo Kareema, qualquer pessoa, de qualquer faixa etária ou formação,  pode usar a técnica de cura para reestabelecer o equilíbrio e o bem-estar geral. “Nós ocidentais, infelizmente, passamos a respirar de modo curto e com pouco fluxo de oxigênio pelo corpo, a respiração profunda consciente e circular vai atuar no corpo físico, mental, emocional, possibilitando acessar dimensões diversas e profundas, curando as memórias de dor e doença nossas e até mesmo àquelas que vieram por herança familiar”, esclarece.

Salvador
De amanhã até  12 de abril, Kareema  estará em Salvador realizando atendimento e treinamento nos interessados em aprofundar os conhecimentos nessa técnica, idealizada na década de 70  pelo norte americano Leonard Orr. Apesar de aparentemente simples, a receita de Orr está baseada na crença de que é possível ‘respirar energia’, tal como fazemos com o ar. “É a habilidade de cura mais natural de todas”, garante o homem que conseguiu transformar o presídio de Fort Grant, no Arizona, num monastério, ressaltando que a respiração deve ser sempre nasal. “Existem passagens nas narinas que tiram a energia do ar e enviam para todos os órgãos do corpo”, defende, lembrando que a Yoga tem mais de 100 formas de respiração. “A que eu ensino é a mais natural, semelhante à de bebês recém-nascidos e também a do sono profundo”.

Em Salvador, os ensinamentos de Orr e Kareema são transmitidos pela também terapeuta Daniela Xavier Pires. A própria Daniela provou em si mesma os benefícios do Renascimento até completar a preparação para exercer as técnicas. Formada em Administração de Empresas e atuando na área de finanças, Daniela lembra que sentia uma insatisfação constante, embora fosse considerada uma pessoa de sucesso pessoal e profissional. “Eu comecei a buscar técnicas como o Reike e as técnicas de curas como a Reconectiva como uma forma de melhorar a minha qualidade de vida, mas percebi que elas me proporcionavam mais que isso”, afirma, destacando que em outras tentativas até conseguia acessar os níveis mais profundos de consciência, mas que esses estados não se concretizavam.

“Com o Renascimento, percebi que era possível, através da vivência, chegar a esses estados de consciência e de reestruturação da minha saúde global”, diz. O trabalho com a técnica possibilitou optar por outros caminhos na vida. Daniela, por exemplo, trocou a capital paulista pela baiana e, hoje, consegue um equilíbrio entre a vida profissional e pessoal, sem a necessidade de sentir o vazio existencial que tanto a incomodava.

Vale salientar que o tratamento de Renascimento é feito em ciclos de seis sessões, que podem ocorrer diariamente ou espaçadamente, de acordo com a necessidade de cada indivíduo. “O ideal é que as pessoas consigam fazer dois ciclos completos para conseguir concretizar a respiração na sua vida”, esclarece Kareema. O custo de cada sessão tem o valor de R$ 150.
Para conhecer mais acesse: www.kareema.com.br/ www.danielaxpires.com.br.

Caminhos novos  em busca de um renascimento
“As pessoas achavam que estava louca, que estava deprimida e minha filha, muito sabiamente, disse: ‘se ela está doente, deixem ela doente, pois nunca a vi tão feliz, numa vivemos com tanta harmonia e paz’”. O depoimento de Kareema Marinho retrata o momento em que deixou para trás a vida de advogada de sucesso e professora universitária e mergulhou numa viagem  em busca da descoberta pessoal. “Costumo dizer que não descobri o Renascimento, foi ele que descobriu”, graceja.

Tudo começou depois de descobrir uma enfermidade física que exigia intervenção cirúrgica. “Na época, aquilo me abalou e pedi uns dias de folga para tentar resolver como trataria a situação. Eu pensava em viajar, ir para o interior, mas zapeando os canais na televisão vi a propaganda de um workshop de Renascimento que fez meu coração bater mais forte, larguei os planos e passei o final de semana vivendo aquilo”, conta. Ela lembra que, ao final da experiência, se sentia realizada, plena e feliz, mas não pensava em abandonar o Direito.

“Numa oportunidade, repeti a experiência com um aprofundamento de 21 dias, chamada de A Grande Transformação, e vi que, de fato, ela ocorreu, até na forma de me vestir”, relembra.Junto com o aumento da felicidade, o resgate da saúde física, Kareema (cujo nome civil é Ligia Maria Marinho) decidiu  abandonar a antiga vida e se dedicar exclusivamente ao Renascimento. “Esse é o meu caminho de cura e onde posso ajudar outras pessoas  também”, finaliza.

Fonte: iBahia


Compartilhe:

Comentários: