Tratamento de beleza à base de sangue humano faz sucesso fora do Brasil

O procedimento que dura cerca de 45 minutos custa por volta de 1.200 dólares

Um tratamento estético inusitado vem ganhado cada vez mais adeptas fora do Brasil. Com duas versões, Vampire Facelift e Vampire Facial, o procedimento utiliza sangue humano para rejuvenescer. Testado e aprovado pela socialite Kim Kardashian, ele voltou à mídia depois que a top model Gisele Bündchen simulou sua aplicação para o editorial da Vogue Itália sobre saúde e beleza. O tratamento que despertou curiosidade dura cerca de 45 minutos e custa por volta de 1.200 dólares, ou 2.640 reais.

No Vampire Facelift, o sangue é colhido do braço do paciente e depois vai para uma centrífuga, que separa as plaquetas. Primeiro o rosto é preenchido com ácido hialurônico, substância muito usada no preenchimento de rugas e linhas de expressão, e depois o sangue é aplicado com injeções no rosto da paciente. Já no Vampire Facial, aplicam-se apenas as plaquetas, sem combiná-las a outras substâncias. Os dois procedimentos não têm resultados comprovados cientificamente, mas as famosas que já testaram aprovaram. 

As brasileiras que quiserem aderir ao tratamento terão que viajar para o exterior. No país, a ANVISA não reconhece um procedimento similar chamado de auto-hemoterapia e os estabelecimentos que fizerem este tipo de procedimento podem ser multados e interditados. É bom lembrar que apesar de serem utilizadas agulhas pequenas para minimizar a dor, depoimentos na Internet descrevem o tratamento como algo bastante doloroso.

 

Fonte: iBahia


Compartilhe:

Comentários: