Três em cada quatro crianças estudam em escola pública no Brasil

Segundo dados do PNAD, só 22,5% dos alunos a partir dos quatro anos estão matriculados em colégio particular

Dados do PNAD 2012 (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) divulgados nesta sexta-feira (27) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) revelam que, no ano passado, de cada quatro estudantes a partir dos quatro anos, três estavam matriculados em escola pública.

Em 2012, 77,5% dos alunos do País frequentavam instituições das redes públicas estadual  e municipal, ou pouco mais de 41 milhões. O índice de alunos em colégios particulares foi de 22,5%, cerca de 11,9 milhões.

Em números absolutos, dos 52,9 milhões dos estudantes a partir dos quatro anos, cerca de 41 milhões estão em escola pública, enquanto 11,9 milhões são alunos de instituições privadas.

A região com o maior número de crianças nas redes públicas estadual e municipal é a Norte,  com 85,4% dos alunos a partir dos quatro anos. O Nordeste vem em seguida, com 79,5%, acompanhado pelas regiões Sul, com 76,7%, Sudeste, 74,8% e Centro-Oeste, 73,2%.

O número de alunos em escola pública é maior no ensino médio, com 87,3%, ou 8 milhões, contra 12,7% em escolas particulares, algo em torno de 1,1 milhão.

No ensino superior, o número inverte: apenas 25,4% estão em universidades públicas, enquanto 74,6% são alunos de instituições particulares. Os números incluem estudantes de mestrado e doutorado.

Metodologia da pesquisa

O trabalho de campo foi realizado entre os dias 23 e 29 de setembro de 2012, e foram pesquisadas 362.451 pessoas e 147.203 residências distribuídas por todos os Estados. A população residente considerada foi composta pelos moradores presentes e ausentes, ou seja, pelas pessoas que tinham a unidade domiciliar como local de residência habitual e, na data da entrevista, estavam presentes ou ausentes, temporariamente, por período não superior a 12 meses em relação àquela data.

O IBGE informou que ficaram fora da pesquisa as pessoas residentes em embaixadas, consulados e legações e, também, as pessoas institucionalizadas residentes em domicílios coletivos de estabelecimentos institucionais, tais como: os militares em caserna ou dependências de instalações militares; os presos em penitenciárias; os internos em escolas, orfanatos, asilos, hospitais etc; e os religiosos em conventos, mosteiros etc.

Fonte: R7

Imagem: Ilustração


Compartilhe:

Comentários: