Uma das roupas do Papa no Brasil tem estampa de peixe, diz fábrica

Trajes são produzidos em Colatina e são para missa em Aparecida.
Papa Francisco vem ao país para a Jornada Mundial da Juventude.

Vem de uma cidade do interior do Espírito Santo os trajes que o Papa Francisco vai usar durante a missa na Basílica de Nossa Senhora Aparecida, em São Paulo, no dia 24 de julho, que faz parte da programação da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), no Brasil. Os trajes são produzidos em uma fábrica de Colatina, no Noroeste capixaba. Os funcionários guardam “à sete chaves” vários detalhes dos paramentos papais, mas revelam algumas novidades. A roupa de Vossa Santidade terá a estampa de um peixe e vai custar cerca de R$ 1 mil.

Segundo o padre Ernandes Fantin, diretor da fábrica, em Colatina, o pedido para confecção da roupa veio da Basílica de Aparecida. A assessoria da Basílica foi procurada pelo G1 para comentar o pedido, mas não se pronunciou até o fechamento desta reportagem.

O desenho da estampa foi feito pelo artista plástico Claudio Pastro, de São Paulo. “O peixe é um dos grandes símbolos cristãos. As letras da palavra peixe em grego significam Jesus Cristo Filho de Deus Salvador”, explicou o padre Ernandes Fantin, diretor da fábrica em Colatina, pólo de modas e confecções do Espírito Santo.

O Papa Francisco visita o Brasil entre os dias 22 e 28 de julho, quando vai participar da Jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro, e da Missa na Basílica de Nossa Senhora Aparecida, onde usará a roupa produzida no estado. O padre Ernandes Fantin explicou que o convite para produzir as roupas veio da diocese de Aparecida, em São Paulo. 

“De lá veio a grande proposta. Se a gente poderia fazer os paramentos para o Papa quando ele estiver celebrando em Aparecida. No meio dessa história tem também os 50 co-celebrantes, os cardeais, arcebispos, bispos, padres, ao todo dá umas 300, 350 vestes a serem produzidos”, contou o padre.

Dentre as vestes que serão produzidas em Colatina estão a túnica, parte de baixo da roupa; a estola, que é uma faixa que fica sobre a túnica; a casula, uma espécie de manta e a mitra, que fica na cabeça. O desejo dos trabalhadores da fábrica é fazer uma roupa que demonstre a simplicidade do Papa Francisco. O conjunto mais luxuoso da fábrica custa em média R$ 3 mil, enquanto a roupa do Papa sairá por R$ 1 mil. Mas, o Vaticano não gastará nada com os trajes, que serão doados pela diocese de Colatina.

Ainda são mantidas em segredo as medidas do Papa e demais detalhes da roupa. Entre os funcionários da fábrica, o clima é de empolgação e expectativa. “A ansiedade é muito grande. Pretendo fazer ela com muito carinho, muito orgulho e vontade”, contou a costureira Eva das Graças.

Fonte: G1


Compartilhe:

Comentários: