Veja riscos que você corre na Internet

Você passa muito tempo online? Não fica sem o computador ou o celular? Será que isso faz mal à saúde? A internet, o telefone celular e muitos novos equipamentos de tecnologia da informação vêm sendo bastante útil na vida moderna. Mas, com eles, surgem também novos riscos à saúde para a geração da era digital, devido ao excesso de horas no uso do computador.  Com base nisso, especialistas orientam quais os sinais de alerta que indicam que é hora de procurar ajuda. 

Hoje em dia, é muito comum encontrar pessoas que passam o dia inteiro conectadas, seja no celular ou no computador. Porém, o uso exagerado dessas novas tecnologias é um problema preocupante, principalmente no caso das crianças, e pode trazer riscos para a visão, braços, mãos e até prejudicar a qualidade de vida e o relacionamento com outras pessoas alerta Rodrigo Nejm, psicólogo e diretor de educação da Ong Safernet que atua na capital baiana há mais de oito anos orientando os internautas sobre os riscos do uso excessivo da ferramenta e também denunciando crimes virtuais.

De acordo com o psicólogo, alguns psiquiatras relacionam a  dependência da internet com  o  jogo  e  outras  atividades  de lazer. Ou seja, se a pessoa utiliza bastante a internet e  percebe que sofre muito quando não faz uso dela é importante buscar ajuda. “O problema não está no uso da internet, mas no papel que ela  ocupa na vida da pessoa. É importante não perder o contato social e trocar a ferramenta por outras atividades como ouvir, música, TV ou sair  com os amigos”, orientou.

Recomendações
Quanto às crianças e adolescentes, a recomendação é que os pais fiquem atentos ao comportamento delas. Se a criança passa mais de seis horas em frente ao computador e não possui outras atividades durante o dia isso pode acarretar vários problemas à saúde,  que vão desde o sedentarismo,  problemas de visão até a perda do convívio social com outras crianças da mesma idade. “É importante que os pais tenham sensibilidade e  eduque os filhos para sua própria segurança. Uma dica importante  é observar se a criança ou adolescente possui mais de três atividades além dos jogos virtuais e conversas nas redes sócias. A diversidade de atividades ira ajudá-las no convívio social, além de trazer muitos benefícios para a saúde”, alertou.

Cada usuário deve prestar atenção nos sinais que o organismo apresenta como dores musculares e visão cansada, que são um alerta para mudar a postura.

Dessa forma, a melhor maneira de garantir uma relação saudável entre o usuário e o computador é adequar o ambiente, por meio de soluções, como cadeira com encosto adequado e mesa na altura correta. No entanto, em casos onde a internet ocupe mais espaço na vida que as demais atividades como o convívio com os amigos e familiares, a recomendação é buscar atendimento psicológico.

Fonte: Tribuna da Bahia


Compartilhe:

Comentários: