Veterinário dá dicas de como amenizar calor dos pets durante o Verão

Alguns cuidados podem ser tomados durante a estação mais quente do ano

Como todo soteropolitano sabe, a capital baiana “ferve” durante o verão. Na estação mais quente do ano, as pessoas costumam se refrescar com banhos de mar, água de coco e roupas mais leves. Alguns cuidados podem ser tomados para tentar amenizar o calor também dos animais de estimação durante a estação.

Pensando nisso, o iBahia conversou com o médico veterinário Gilton Marques, que deu algumas dicas para minimizar estes transtornos para cães, gatos e pássaros.

Quem sai de casa e deixa o seu pet, seja cachorro, gato ou passinho, deve ter cuidado. Dr. Gilton alerta que deve ser assegurada a circulação do ar.

No caso de cachorros e gatos, é recomendada a ingestão de água gelada e dar gelo para estes animais, até mesmo para eles brincarem. O gelo pode ser de água mesmo ou de suco de frutas (que pode ter açúcar, caso o pet não seja diabético) e, além de aliviar o calor, ele também é anti-tártaro. Para estes pets, também são recomendadas as chamadas tosas baixas.

Em relação aos cães, a dica é também dar banhos refrescantes, inclusive de lagos, de lagoas e de mar, exceto de piscina. Segundo dr. Gilton, os cachorros constantemente vão para a porta da geladeira quando esta é aberta, até mesmo quando não é para pedir comida, pois é uma espécie de ar condicionado para eles.

Quem gosta de embelezar o seu cão deve ficar atento. Segundo o médico veterinário, deve ser evitada qualquer roupa para os cães no verão, a não ser em casos específicos, como após uma cirurgia.

Para os passeios com os cães, dr. Gilton deu outras dicas: usar bebedouros portáteis, que são pendurados no pescoço, por exemplo, conectam uma garrafa pequena de água mineral e, ao serem abertos, derrubam água em um recipiente; e colocar no animal sapatos para proteção nas caminhadas, quando o chão pode estar muito quente, por exemplo, especialmente para os cães mais frágeis. Os sapatos, de acordo com o médico veterinário, protegem tanto de carrapatos quanto de lesões aos coxins plantares (as “almofadinhas” das patas).

Especificamente para os gatos, é importante colocar vários bebedouros espalhados pela casa. “O gato tem um problema muito sério na ingestão de água”, explica dr. Gilton. Já no caso de pássaros, a água gelada também é recomendada, assim como borrifar, sempre com o borrifador, água filtrada ou mineral nestes animais para refrescá-los.

Fonte: iBahia


Compartilhe:

Comentários: