Bahia Farm Show terá espaço para exposição de veículos e máquinas agrícolas antigas

Vista aérea da BFS 2019.

Admiradores e colecionadores de relíquias têm parada obrigatória na Bahia Farm Show 2022, evento realizado pela Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) de 31 de maio a 04 de junho, em Luís Eduardo Magalhães (BA). Uma das novidades reservadas para a 16ª edição da feira será a Praça do Museu, criada como forma de homenagear os pioneiros da agricultura do Oeste da Bahia. O espaço contará com exposição de máquinas agrícolas utilizadas nas primeiras lavouras da região e também, veículos antigos. A nova área com 1.920 m² integra a ampliação da feira que passa, nesta edição, a contar com 13 novas ilhas para exposição e uma área total de 187 mil m².

O presidente da Bahia Farm Show, que também preside a Aiba, Odacil Ranzi, explica que a ideia de criar o espaço para mostrar um pouco da trajetória da agricultura do Oeste baiano surgiu a partir de visitas a feiras no Brasil e no exterior. Ele, que também prepara um item para expor, incentiva outros produtores a participarem da mostra. “Está na hora de também levarmos nossos maquinários, são bens adquiridos a muito custo e que foram utilizados por nossos pais, avós e até mesmo por nós para iniciar o que hoje é uma fronteira agrícola consolidada. Estamos reformando nosso Ford 6600 para deixar bonito e ser mostrado para as novas gerações”, diz.

CBT 2105 da família Reimann.

Trator que estará na Praça do Museu.

Máquina que estará exposta.

As inscrições para os interessados estão abertas e podem ser feitas junto à Aiba. Os cadastros abrangem ainda veículos antigos, como forma de incentivar os colecionadores destes itens. Quem já se inscreveu garante que será uma oportunidade para relembrar momentos importantes da vida pessoal e familiar, como é o caso do agricultor Rony Reimann que está dando os últimos retoques no trator CBT 2105, adquirido pelo seu pai em 1986, quando iniciou a abertura da fazenda na região.

“Eu ainda tenho a cédula do financiamento efetuado junto ao banco para adquirir o trator e a nota fiscal de compra”, diz Ronny que não esconde o valor sentimental que o equipamento tem junto à família. “Meu pai faleceu em 2017 e este trator é uma lembrança do nosso início. Então, nada melhor do que contribuir com a história da agricultura da região Oeste, mostrando às pessoas como foi que tudo começou”, fala. Os agricultores e colecionadores de carros antigos que assim como Rony e Odacil tenham itens para expor podem entrar em contato com Eduarda no telefone (77) 3613-8000 até o próximo dia 25 e garantir a participação na Praça do Museu.

Araticum 13/04/2022


Compartilhe:

Comentários: