Barreiras: Mutirão “Dengue tem que acabar. É hora de todo mundo agir” fortalece ações contra arboviroses no município

Além da mobilização e todas as medidas sanitárias para o enfrentamento ao coronavírus (Covid-19), a Prefeitura de Barreiras, por meio do Centro de Controle de Zoonoses e Endemias, continua na luta contra a proliferação do mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão das arboviroses Dengue, Zika e Chikungunya. Nesta fase, o mutirão “Dengue tem que acabar. É hora de todo mundo agir” já visitou os bairros Morada da Lua de Baixo, Loteamento São Paulo, Barreirinhas, São Pedro e Loteamento Flamengo.

Nesta manhã de quinta-feira (14), a equipe com dez agentes de controle de endemias se deslocaram para a Morada da Lua de Cima, na proximidade da Escola Municipal Carmosa Francisca da Silva. De casa em casa, eles pediam atenção dos moradores e levaram informações, reforçando os cuidados básicos com quintais, caixas d´água, pneus, vasos de plantas e também com o peridomicílio. “Neste momento é necessário que a população verifique o seu domicílio e peridomicílio, uma vez por semana. Água parada, caixas d´água abertas e lotes abandonados são pontos fortes para focos do mosquito, então intensificamos nosso trabalho com vários mutirões e visitamos as residências de segunda a sexta-feira, para alertar sobre a vigilância de casos e manter o controle do índice de infestação”, disse o coordenador da Endemias, Arian Sodré.

O supervisor dos agentes de controle a endemias, Dorisman França, solicitou a colaboração dos moradores na receptividade às equipes. “Hoje uma das nossas maiores dificuldades é a restrição às residências. Muitos moradores não autorizam a entrada dos agentes durante a quarentena, mas é preciso que além da prevenção contra o coronavírus, a população nos ajude a combater o mosquito, pois o Aedes Aegypti é extremamente urbano e 90% de seus criadouros encontram-se no ambiente domiciliar”, salientou.

Durante a visita, agentes vistoriaram ferro-velho, lotes baldios e residências com quintais. A dona de casa Lurdes Santos, que mora na Rua Iazinha Pamplona recebeu os agentes elogiando a ação de prevenção. “Precisamos ficar de olho, eu sempre guardo garrafas de cabeça para baixo e cuido dos vasos de plantas, porque não podemos criar um inimigo dentro de nossa casa. Já tive dengue, e sei que é uma doença terrível”, lembrou a moradora.

Dircom


Compartilhe:

Comentários: