Deputado defende celeridade na votação de projetos do setor industrial

13179187_2016266741932095_5210945447751505279_n

Tamirys Machado/Bocão News

A Frente Parlamentar da Indústria Baiana foi lançada nesta quarta-feira (11), na Assembleia Legislativa da Bahia. Na oportunidade, foi apresentada também uma agenda legislativa composta por 39 projetos para serem avaliados pelos deputados. A Frente é composta por 48 parlamentares, dividida em sete segmentos da indústria baiana.  A ideia é ser um canal de interlocução entre a Casa e a Fieb (Federação das Indústrias da Bahia), com intuito de captar novos investimentos para o estado e fortalecer o setor industrial.

Em discurso durante o lançamento, o vice-presidente da Frente Parlamentar, deputado Pablo Barrozo (DEM), pregou a união da Casa para a obtenção de resultados práticos. “Criamos hoje uma agenda propositiva e julgo de fundamental importância darmos celeridade às votações e vou cobrar celeridade aos projetos do setor industrial que estão tramitando na Assembleia”, disse.

Pablo Barrozo afirmou ainda que mensalmente haverá uma reunião com representantes da Fieb. “Pretendemos nos reunir aqui na Assembleia a cada 15 dias e, na Federação [Fieb], todo mês, para que com os dados técnicos possamos transformar os projetos em leis, sensibilizar o governador e sermos rápidos para que tenhamos efetivação fazendo valer a Frente Parlamentar. Tenho certeza que será imitada por outros estados, pois terá desdobramentos e resultados práticos. Esse é o nosso desafio, esse é o nosso lema”, pontuou.

O evento contou ainda com o presidente da Frente Parlamentar, deputado Nelson Leal, do presidente da Fieb, Ricardo Alban, além de representantes do setor industrial do estado.

“Vamos fornecer condições para que os parlamentares possam entender a nossa realidade, sendo proativos e demandando soluções e proposições”, pontuou o presidente da FIEB, Ricardo Alban. Ele ressaltou que o setor industrial foi o que mais perdeu em competitividade nos últimos anos. “Daí a importância de discutir temas relacionados ao setor e, consequentemente, a toda a sociedade”, completou.

Diretor executivo da FIEB e secretário da Frente, Vladson Menezes citou temas prioritários para o setor industrial baiano: a manutenção dos Distritos Industriais, a resolução de questões no âmbito tributário e o encaminhamento da Agenda Legislativa da Indústria. Ele destacou que, embora enfrentando momento de queda, resultado da crise em todo o país, a indústria pode reverter este quadro se saber explorar as oportunidades.


Compartilhe:

Comentários: