Dia do Movimento Municipalista é marcado por ações virtuais

A data é comemorada nesta terça-feira (23) com lives para mobilizar munícipes e gestões municipais em prol de melhorias nas cidades.


 

Ivana Dias / Com informações: CNM

O Dia do Movimento Municipalista é comemorado nesta terça-feira (23), a data foi instituída pela Lei 12.639/2012 em homenagem àqueles que buscam melhorias para a localidade em que vivem.

A programação das lives faz parte da campanha anual Viva seu Município, que neste ano será transmitida nas redes sociais da Confederação Nacional de Municípios – CNM (@portalcnm) e  das entidades parceiras, em razão da pandemia da Covid-19. O vídeo oficial da campanha da edição 2021 será divulgado às 13h30, em seguida às 15 horas, cada uma das entidades municipalistas estaduais entrarão ao vivo, para reunir as prefeituras de cada Estado. No encerramento, a CNM reunirá todos às 16 horas no Youtube: @TVPortalCNM, para a transmissão ao vivo com a participação do presidente da Confederação, Glademir Aroldi.

A proposta foi adaptada para iniciativas por meio da interação virtual, mas o foco continua o mesmo, a integração dos cidadãos à gestão da sua cidade para mobilizar munícipes e gestões municipais em prol de melhorias.

 

Bahia e o Movimento Municipalista

Na Bahia, a entidade representativa dos municípios é a União dos Municípios da Bahia – UPB, presidida por Eures Ribeiro, que também é vice-presidente da CNM. O alinhamento dos municípios dentro do próprio Estado é a primeira etapa para integração do movimento municipalista em prol das demandas locais.

No cenário nacional a UPB é considerada uma das maiores e mais abrangente associação regional de defesa dos interesses municipais, com contato direto e permanente com os 417 municípios do Estado, por meio de rede comunicação para divulgação de informações e disponibiliza ainda, apoio técnico em diversas áreas.

A UPB é uma associação civil, sem fins lucrativos, com caráter federativo, sem vínculo partidário, fundada em 13 de agosto de 1964.

 

Pauta Prioritária

Em reunião com o Conselho Político da Confederação Nacional de Municípios (CNM), na segunda-feira (22), Eures Ribeiro, ressaltou a unidade em torno da pauta prioritária do Movimento Municipalista Brasileiro, que será apresentada aos presidentes da Câmara e do Senado Federal e destacou a dificuldade que os prefeitos baianos enfrentam com a previdência.

“As pautas estão bem definidas, bastante adiantadas pelo próprio esforço do movimento municipalista. Os prefeitos da Bahia têm cobrado muito essa questão da previdência, que é um peso enorme para os municípios e está inviabilizando muito a gestão”, disse Eures Ribeiro.

A pauta foi elaborada estrategicamente pela unidade do movimento com questões sobre a dívida previdenciária, o retorno do auxílio emergencial, a flexibilização do índice da educação, recursos para enfrentamento à Covid 19 e o aumento de 1% do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

O encontro dos presidentes das associações municipalistas estaduais com o novo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, foi agendado pela CNM para quinta-feira (25) às 15 horas. De acordo com o presidente da CNM, Glademir Aroldi, “Essa é a pauta do momento e pode sofrer alterações durante o ano, um resumo do que já tínhamos tratado com as estaduais. Achamos extremamente importante buscar uma solução para a dívida da previdência, que vai inviabilizar a vida financeira de muitos municípios no Brasil”, pontuou Aroldi.


Compartilhe:

Comentários: