Embasa avança para garantir água tratada na zona rural de Angical

As máquinas já estão trabalhando em campo para implantar a rede distribuidora de água para as localidades de Junco e Toá, em Angical. A previsão é que, dentro de dois meses, a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) comece a prestar o serviço para novas 120 famílias. Com obra iniciada em agosto serão implantados um total de seis quilômetros (km) de rede para levar água tratada do Rio Grande, captada e tratada do distrito de Jupaguá, Cotegipe.

O gerente regional da Embasa, Lucas de Moura Araújo, afirma que vêm sendo investidos R$ 140 mil e que a obra só é possível graças a empreendimentos anteriores como a implantação de 31 km de rede distribuidora para que a água tratada chegasse às famílias do distrito do Araguaia. “Mesmo ainda durante o pico da pandemia, em julho do ano passado, a Embasa manteve as obras e o compromisso de expandir o abastecimento na zona rural de Angical. Foram atendidas, na época, 221 famílias do Araguaia, Alto Araguaia, Altamira, Santa Maria e Tira Pó”, reforça.

O fornecimento de água para a zona rural de Angical foi possibilitado pela inauguração, há quatro anos, do sistema de abastecimento de água que abrange 72 km de rede adutora que passa pela zona rural de Angical até chegar à sede municipal de Cristópolis. Com investimentos iniciais de R$ 29 milhões em todo o sistema, a Embasa passou a atender 11,7 mil pessoas com água tratada dos municípios de Angical, Cristópolis e Cotegipe.

Assessoria de Comunicação da Embasa

Unidade Regional de Barreiras (UNB)


Compartilhe:

Comentários: