Familiares e amigos dão o último adeus ao jornalista Vinícius Azzolin Lena

vinicius

Foto Reprodução

Da Redação

Na manhã dessa segunda-feira (04/07), familiares e amigos deram o último adeus ao editor do Jornal Nova Fronteira, Vinícius Azzolin Lena, 85 anos, que faleceu na manhã de domingo (03/07), no setor de Unidade de Terapia Intensiva do Hospital do Oeste, em Barreiras, onde estava internado há cerca duas semanas. O velório aconteceu na Câmara de Vereadores e o seu sepultamento, no Cemitério Jardim da Saudade.

Vinícius foi internado por um período de dez dias após sofrer uma queda quando estava na chácara da família, onde residia e fraturar a segunda vértebra cervical. Ficou hospitalizado até a colocação de um Halo Colete, que o imobilizou da cintura para cima. Lena recebeu alta médica e estava em casa recebendo a atenção e o carinho da família, mas após três dias foi acometido por uma infecção urinária que o obrigou a retornar ao hospital. O volume de remédios ministrados para conter a infecção e a dificuldade em se alimentar agravaram seu quadro de saúde, inclusive apresentando hemorragia interna, o que se fez necessária a aplicação de bolsas de sangue para aumentar os índices de hemoglobina no sangue. No último dia 30, ainda em estado grave na UTI do Hospital do Oeste, passou por uma sessão de hemodiálise e na manhã do dia (03), veio a falecer.

Riograndense de Jaguari, também era cidadão barreirense em título concedido pela Câmara de Vereadores, fato que muito lhe orgulhava. Chegou à Bahia em 1986, dedicando-se no princípio à atividade agropecuária.

Desde 1991, com a morte trágica do filho Victor Emmanuel Lena, assumiu com o filho Eduardo Vencato Lena e a nora Leila Ribeiro, a continuidade do jornal Nova Fronteira.

Vinícius deixa uma lacuna na cultura local, onde era uma referência entre jornalistas, poetas, escritores e amigos. Além de publicações em diversos sites dedicados à literatura, editou os livros Traçando Barreiras (ilustrado por desenhos de Júlio Cézar da Cruz) e Pequenas Histórias. Também era membro fundador e ex-presidente da Academia Barreirense de Letras (ABL).

Formado em Contabilidade na cidade de Santa Maria (RS), alimentava na juventude o sonho de fazer medicina. Estudou inglês, latim, espanhol, francês e italiano. Por dificuldades financeiras abdicou do sonho e retornou às raízes da família de origem italiana em Jaguari, onde se casou aos 28 anos com Sirlei Magdalena Vencato Lena (In Memoriam) e tiveram quatro filhos: Vitor Emanuel Lena (In Memoriam), Marcos Daniel Lena, Eduardo Vencato Lena e Vanessa Vencato Lena. Vinícius deixa oito netos.

“Barreiras perdeu um grande ícone da cultura, porque seu Vinícius foi um homem que marcou na expressão de sentimentos, com seus poemas e seus livros. E eu, pessoalmente, perdi um amigo muito especial”, refere a presidente da Academia Barreirense de Letras, professora Solange Cunha.

“Meu pai conquistou o respeito e o carinho das pessoas sempre praticando um jornalismo ético. O intuito dele sempre foi o de contribuir com o desenvolvimento de Barreiras, cidade que ele tanto amava. Ele deixou o seu legado e vou procurar seguir todos os seus ensinamentos, que foram muitos”, disse o filho Eduardo Lena durante o sepultamento que foi marcado pela tristeza e emoção.

Ao som da canção Alegretense, amigos e familiares deram o último adeus ao Vinicius Azzolin Lena.

A equipe do Jornal Gazeta do Oeste deseja paz e conforto a toda a família!

 


Compartilhe:

Comentários: