Prefeito Antonio Henrique assina decreto que legaliza e regulariza loteamento do aeroporto ABA

????????????????????????????????????

Dircom

O prefeito Antonio Henrique recebeu nesta quinta-feira 30, os diretores da ABA para assinatura e entrega do Decreto nº 320/16 que aprova para fins de regularização fundiária urbana, o empreendimento imobiliário o Loteamento Condomínio Aeronáutico Sitio de Voo ABA.

A regularização é uma solicitação dos proprietários de lote que possuem galpão no empreendimento, que a partir de agora, poderão escriturar sua propriedade em Cartório de Registro de Imóveis, garantir também a sucessão hereditária do bem e principalmente legalizar as empresas que funcionam no local.

O sindico Ruddigger Alves da Silva acompanhado de Julio Busato, receberam a autorização de regularização e comemoraram a conquista. “Recebemos esse documento com a certeza de que os proprietários poderão regularizar suas áreas, solicitar alvarás de construção e também promover mais empregos nas áreas regularizadas. Agradecemos a sensibilidade e atendimento do prefeito Antonio Henrique”, disse Ruddigger.

O empresário rural e presidente da AIBA, Julio Busato, garantiu que a partir de agora, os empresários que atuam informalmente na ABA, poderão promover mais emprego e renda. “Comemoramos essa conquista, porque além de regularizar nossos lotes, também poderemos legalizar as empresas que atuam dentro do loteamento. Com certeza teremos novas empresas, fábricas de peças e serviços, que estarão contribuindo também para aumentar a geração de empregos”, comemorou Busato.

O prefeito Antonio Henrique ratificou a importância do empreendimento, além da segurança jurídica dos lotes.

“Estamos regularizando a área da ABA, porque sabemos da necessidade e importância do empreendimento. Agora os proprietários passam a ter posse efetiva e poderão regularizar as construções, escriturar os galpões e também gerar empregos”, disse o prefeito.

A área regularizada compreende 358.705 m² e a pista de pouso se torna área pública.

 


Compartilhe:

Comentários: