Prefeito de Santa Maria da Vitória fala das dificuldades e dos avanços

Para os próximos três anos, a população pode esperar eficiência dos gastos públicos e a continuidade de projetos importantes para o município, conforme Renato Rodrigues Leite

PREFEITURA ESTÁ FAZENDO PROJETO ARQUITETÔNICO PARA RECUPERAÇÃO E REVITALIZAÇÃO DA PRAINHA

Jayme Modesto

Prefeito articula a implantação do hospital em Santa Maria

Ao completar um ano a frente da administração pública municipal, o prefeito de Santa Maria da Vitória, Renato Rodrigues Leite (Renatinho), que governa o município pela primeira vez, faz uma avaliação racional de sua gestão até o momento. Ele cita avanços e conquistas em diversas áreas, mas ressalta as dificuldades encontradas na elaboração e implantação dos projetos idealizados no seu plano de governo, como a captação de recursos para tirá-los do papel.

“As dificuldades são muitas e a burocracia emperra a gestão. Mas iremos continuar trabalhando para executar muito daquilo que a gente gostaria. A burocracia pública é a maior dificuldade. Você pode pensar rápido, querer ser rápido, mas tem um aparato que te amarra”, desabafa Renatinho.

O atual prefeito de Santa Maria da Vitória acredita que, em 2020, quando encerra o seu mandato, o eleitorado santa-mariense vai compreender o contexto burocrático da máquina pública, mesmo diante de possíveis insucessos na realização de propostas da campanha eleitoral de 2016, que conquistaram a maioria dos votos.

Renatinho reconhece ainda, que os três anos restante do seu governo são exíguos perante as demandas das mais diversas áreas, mas promete aplicar da melhor maneira possível os recursos públicos, principalmente por conta da previsão orçamentaria.

Prefeito consegue água para diversas comunidades

“Eu não estou preocupado em apenas cumprir as promessas de campanha, eu vou ter a capacidade de, em 2020, prestar contas para a sociedade e dizer, com muita verdade e clareza, o que foi feito, como fizemos e por que fizemos. Também vou reconhecer o que não fizemos. E quando você fala a verdade, à luz do dia, e presta contas, a população entende isso”, disse o prefeito.

Nos próximos três anos, segundo Renato Leie, a população deve esperar eficiência dos gastos públicos e a continuidade de projetos importantes que estão sendo viabilizados, visando melhorias no aspecto visual da cidade, além de avanços importantes, nas áreas de saúde, educação, social, infraestrutura, agricultura, dentre outras.

Em entrevista a equipe do Jornal Gazeta do Oeste, Renato Leite fez uma explanação desses 12 meses a frente do governo municipal. “Peguei o município com um dos maiores déficits previdenciários, só da caixa de previdência do município uma dívida de 19 milhões. O governo anterior fez 9 renegociações e o INSS travou todas. A nossa administração conseguiu fazer uma agora e estamos tentando tirar Santa Maria da Vitória da inadimplência”, comemora o prefeito destacando que o município já conseguiu assinar um convenio de 2 milhões de reais para pavimentação do Centro da cidade. “Já conseguimos fazer 7.500 metros de asfalto no bairro do Alto do Cruzeiro, estamos com várias ruas semi-calçadas. Estamos também com um projeto fantástico de levar água potável para os povoados, beneficiando mais de 5.200 pessoas”.

Renatinho consegue junto ao estado asfaltamento para o Centro da cidade

O prefeito falou ainda que está tentando incluir Santa Maria no semiárido. “O pequeno agricultor tem sofrido muito com essas dívidas monstruosas, junto aos bancos. Essa luta já tem 30 anos. Agradeço o empenho do deputado estadual Cacá Leão e o vice-governador do estado João Leão, pelo apoio, pois agora teremos em média 95% do arrebate das dívidas, em média 750 agricultores serão beneficiados”, disse o gestor.

Renatinho garantiu não ser fácil fazer gestão pública. “São muitas regras para serem cumpridas, e eu peguei um governo cheio de vícios, mas já estamos conseguindo vencer. Podem acessar o Portal da Transparência da prefeitura e acompanhar a nossa administração e tudo que fizemos foi dentro da legalidade. Tenho uma equipe preparada e estamos nessa luta e na minha gestão eu não aceito que o município perca nada para ninguém”.

Outro sonho dos munícipes, conforme contou Renatinho, é o Hospital regional e que já foi colocado como meta em sua gestão. “Já conversamos com o governador no dia 24 de novembro e logo em breve nos teremos outra reunião para fecharmos e lançarmos até janeiro de 2018 a pedra fundamental desse equipamento de saúde”.

Para 2018, a perspectiva é investir em média 20 milhões através de emendas. “Tenham esperança, acreditem, vamos transformar Santa Maria da Vitória, vamos fazer em quatro anos o que não fizeram em oito. Vamos começar a colher os frutos a partir de janeiro de 2018”, disse o prefeito de Santa Maria da Vitória.


Compartilhe:

Comentários: