Prefeitura de Barreiras intensifica fiscalização para combater aglomerações em cumprimento ao novo decreto de enfrentamento à Covid – 19

O enfrentamento ao Coronavírus se tornou uma meta diária e tem mobilizado todas as equipes da gestão municipal, em Barreiras. A partir do novo Decreto Municipal n° 116 de 17 de abril, foi formada uma força-tarefa envolvendo equipes da Vigilância Sanitária, Secretarias de Meio Ambiente; e Segurança Cidadã e Trânsito com apoio da Guarda Civil Municipal e Polícia Militar, que atuam também aos finais de semana, verificando se as medidas preventivas contra o Coronavírus, como: escalonamento no horário de funcionamento do comércio, proibição de vendas de bebidas alcoólicas e toque de recolher estão sendo cumpridas.

A fiscalização atuou no sábado (24) e domingo (25) tomando medidas de proteção à saúde pública, com equipes divididas nos turnos das 8h às 18h e das 19h às 00h. As equipes fiscalizaram áreas de lazer às margens do Rio de Ondas, nas localidades de Angélica Ayres e Três Bocas com campanhas educativas do uso de máscara, higienização das mãos e verificando os horários de funcionamento de bares e restaurantes.

Nas rondas noturnas, três equipes atuaram notificando cinco estabelecimentos para o encerramento das atividades e interditando parcialmente 14 bares localizados no Centro, bairro Bandeirantes, Sandra Regina e Morada da Lua, ainda nos bairros Santa Luzia e Vila Regina, dois comércios foram interditados imediatamente, após descumprirem notificações já emitidas anteriormente. De acordo com o diretor da Visa, Canuto Aires Júnior, as fiscalizações são realizadas diariamente pela manhã e pela tarde, com plantões durante os próximos 15 dias, mas a população pode ajudar denunciando.

“É muito importante esta força-tarefa com apoio das secretarias, Guarda Civil Municipal e Polícia Militar, que estão trabalhando diariamente com nossos fiscais em campo. Este fim de semana mesmo com as rondas com três equipes noturnas, foi bem difícil, ainda assim conseguimos abranger vários bairros ao mesmo tempo. Averiguamos horários de fechamento, venda de bebidas alcoólicas, funcionamento e toque de recolher. A nossa maior preocupação foi com as festas em chácaras particulares e residências, os jovens estavam bebendo e curtindo como se não enfrentássemos uma pandemia mortal e isso não será permitido. O nosso objetivo não é aplicar multa, interditar ou fechar estabelecimentos, mas sim, cuidar da saúde pública, orientar a população, e para isso precisamos contar com a colaboração dos donos de bares e restaurantes, agora, caso haja descumprimento do decreto, agiremos dentro da legalidade”, disse o diretor.

O diretor Canuto informou que as fiscalizações continuam durante a semana, e de acordo com o artigo 8º, Decreto Municipal nº 116, o não cumprimento das medidas estabelecidas, será caracterizado como infração à legislação municipal e sujeitará o infrator às penalidades e sanções aplicáveis, inclusive no que couber, cassação de licença de funcionamento.


Compartilhe:

Comentários: