Secretaria de Meio Ambiente de São Desidério realiza Oficina de Compostagem

A programação do mês de junho é desenvolvida a partir da temática “Meio Ambiente: Refletir, Agir e Sustentar”.


 

 

Na programação os participantes tiveram aula teórica e aula prática.

Separar o lixo e observar o que está sendo produzido em casa para reciclagem dos resíduos orgânicos. Esta foi proposta discutida durante a Oficina de Compostagem e Tratamento de Resíduos Sólidos realizada na manhã de terça-feira 18, na Escola Municipal Olavo Pereira dos Santos. O evento desenvolvido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMATUR) integra a programação do mês de junho desenvolvida a partir da temática ‘Meio Ambiente: Refletir, Agir e Sustentar’.

“O objetivo dessa oficina é potencializar a criatividade de como reaproveitar o lixo, política que vem aumentando gradativamente no mundo, além disso, aos poucos, mudar a percepção das pessoas de lixo para resíduos”, destacou o diretor de Meio Ambiente da SEMATUR, Georghinton Diêgo.

A oficina foi ministrada pelo professor da Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB), Mário Alberto dos Santos. “O gerenciamento de resíduo virou negócio e a compostagem é uma fonte de receita. Atualmente consegue-se tratar um pouco mais da metade de todos os resíduos gerados, mais de 60% são resíduos orgânicos e a compostagem trata e ainda gera subprodutos que são vendidos”, explica o professor Mário.

O evento contou com participação de estudantes e professores do Ensino Médio das escolas estaduais Bento Alves das Neves e Presidente Médici, funcionários das secretarias de Meio Ambiente, Agricultura, Educação e de representantes de comunidades rurais. “Estamos com um projeto de recuperação de rios, riachos e nascentes em parceria com a SEMATUR e de nada adiantaria recolher o lixo dos rios se não dermos um destino para ele”, comenta a participante Almiraise Ferreira, representante do grupo ‘Comitiva dos Matutos’ do povoado de Penedo.

 

 

Um dos objetivos da  Oficina é  potencializar a criatividade de reaproveitar o lixo.

 

Entre os participantes, os estudantes e professores do Ensino Médio das Escolas Estaduais Bento Alves das Neves e Presidente Médici.

A programação da oficina iniciada na Escola Olavo onde foi realizada a parte teórica, teve continuidade no Viveiro Municipal onde os participantes presenciaram na prática a montagem de uma leira, um processo biológico de valorização da matéria orgânica por meio da reciclagem do lixo orgânico.

“É uma oportunidade de apresentar aos nossos estudantes uma forma natural de reaproveitamento do lixo. Nosso colégio atende um grande público da zona rural e dessa forma os alunos podem observar a produção de um adubo que pode potencializar as culturas além de mostrar aos que também moram na sede como podemos reduzir o lixo que é produzido em casa”, reforçou a professora de Biologia, Edyany Soares.

Texto e fotos: Ascom SD


Compartilhe:

Comentários: