PROGRAMA AMIGO PET É REFERÊNCIA EM POLÍTICA DE SAÚDE PÚBLICA DE CUIDADO COM CÃES E GATOS NO OESTE DA BAHIA

  • Ascom LEM

    Lançado em agosto do ano passado, o Programa Amigo Pet, desenvolvido pela secretaria de Saúde de Luís Eduardo Magalhães, vem desenvolvendo um intenso trabalho de saúde pública, social e educativo.

    O Amigo Pet conscientiza as pessoas sobre a importância da guarda responsável e realiza a cirurgia de castração em cães e gatos. As ações educativas visam reduzir os casos de abandono, incentivam a adoção de animais e mostram a necessidade dos cuidados com os bichos durante toda a vida. De acordo com a coordenadora do programa, todo o planejamento tem apresentado resultados acima das expectativas.

    “As pessoas estão aprendendo a controlar o número de filhotes e começam a entender que a castração é o melhor caminho para evitar o nascimento de animais que ficarão sem donos. O procedimento é simples e a recuperação dos recém-operados é muito rápida”, explicou Arisleide Bispo.

    Para o processo de castração, é feita uma triagem no animal que segue alguns critérios. Ele precisa ter entre seis meses e cinco anos de vida, apresentar boas condições de saúde e as fêmeas não podem estar em período gestacional. É necessário também que o proprietário apresente seu documento de identidade e a caderneta de vacinação do animal.

    “Essas exigências garantem o bem estar e a segurança necessária para que os bichinhos não apresentem nenhum tipo de problema”, comentou Arisleide.

    O Amigo Pet proporciona ainda a vacinação de cães e gatos, controle de doenças como a leishmaniose. O programa funciona na sede da Vigilância em Saúde, que fica na Rua Vitória, bairro Campos Elíseos, nos fundos do Hipermercado Santo Antônio. Quem desejar outras informações deve ligar para o número (77) 3628 4984.

    Balanço de Atendimentos do Programa Amigo Pet:

    * 589 animais cadastrados
    * 67 castrações realizadas entre cães e gatos
    * 941 doses de vacina antirrábica
    * 184 testes para o diagnóstico da leishmaniose


    • Compartilhe:

    Comentários: