PROGRAMA BORBOLETA ADERE OS 16 DIAS DE ATIVISMO PELO FIM DA VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES EM LUÍS EDUARDO MAGALHÃES

  • Ascom LEM

    A prefeitura de Luís Eduardo Magalhães, através das secretarias de Segurança, Ordem Pública e Trânsito e de Trabalho e Assistência Social, mantêm o programa Borboleta que atua no combate e na prevenção à violência contra a mulher no município. O programa também apoia as iniciativas que promovem a consciência pelo fim deste tipo de crime, como o Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres, celebrado nesta segunda-feira (25).

    A Organização das Nações Unidas (ONU), desde 1999 promove essa data com o objetivo de alertar a sociedade sobre os casos de violência e maus tratos contra as mulheres. A violência física, psicológica e o assédio sexual são alguns exemplos desses maus tratos.

    De acordo com as estatísticas divulgadas pela ONU, uma em cada três mulheres sofre de violência doméstica e a cada 2 minutos, uma mulher é agredida no Brasil. Para a coordenadora do programa Borboleta, a psicóloga Flávia Rizkalla, a violência contra a mulher é uma questão social e de saúde pública; não distingue cor, classe econômica ou social, e precisa ser combatida.

    “Toda a sociedade precisa se unir para desenvolver a cultura do respeito aos diretos da mulher e combater os abusos e a violência contra a mulher, e esse combate se faz com políticas públicas, com gestores conscientes como o nosso prefeito, que abraça essa causa e nos possibilita atuar na defesa da mulher em nosso município”, declarou a psicóloga.

    A ONU promove 16 dias de ativismo, um período de alerta para a prevenção e a eliminação da violência contra mulheres e meninas, finalizando no dia 10 de dezembro, Dia dos Direitos Humanos.

    “Serão 16 dias de uma onda positiva de ações de conscientização, debate e mobilização global pelos direitos das mulheres e para que nossas meninas tenham uma vida sem violência”, finalizou Flávia.

    Para fazer denúncias ou solicitar o auxílio do programa Borboleta, basta ligar para (77) 98802-3662 ou se dirigir à secretaria de Segurança, Ordem Pública e Trânsito, localizada na Rua José Cardoso de Lima – Centro.


    • Compartilhe:

    Comentários: